Inovação

Do lixo ao luxo!

Posted on

A reciclagem é indispensável para a manutenção do meio ambiente, mas transformar coisas antigas e lixo em algo novo e funcional é ótimo! Se você está procurando por ideias para reutilizar suas coisas antigas, esse post foi feito para você, confira algumas transformações incríveis:

Peças de bicicleta viraram um lustre

Old Bike Parts Turned Into Chandelier
Old Bike Parts Turned Into Chandelier

Um piano virou estante
Old Piano Turned Into Bookshelf

Um trampolim virou uma cabana suspensa
Old Trampoline Turned Into A Wigwam Swing

Uma escotilha virou uma lareira
Sea Mine Turned Into A Fireplace

Um barco virou um sofá
Old Boat Turned Into An Outdoor Sofa

Uma mala virou um cabinete de banheiro
Old Suitcase Turned Into A Medicine Cabinet

Um berço virou uma mesa
Crib Turned Into A Table

Uma bicicleta virou uma bancada de banheiro
Bicycle Into Sink Stand

Um skate virou balanço
Skateboard Turned Into Swings

fonte: Bored Panda

 

Advertisements

Garden Pool

Posted on Updated on

O Garden Pool é um sistema de cultivo dentro de piscina. A ideia surgiu por acaso, quando o casal Danielle e Dennis McClung comprou uma casa em Mesa, no Arizona – EUA, e a piscina da residência estava abandonada. Ao invés de gastar dinheiro com a reforma, eles decidiram transformam o buraco em uma espécie de horta.

Desde 2009 a família tem investido no projeto. Após muitas pesquisas e trabalho árduo, a ideia deu tão certo que já é replicada em outros estados e até países, através de um manual criado pelos McClung. O mais interessante é que a produção está instalada em uma área desértica do país, que recebe pouco mais de nove centímetros de chuva ao ano.

O espaço, que antes era ocupado pela piscina, ganhou uma cobertura e, externamente, se assemelha a uma estufa. Internamente, ela é muito mais do que isso. O buraco se tornou um verdadeiro ecossistema de circuito fechado, onde é possível produzir praticamente todos os itens necessários para abastecer uma família de cinco pessoas.

O Garden Pool produz desde brócolis até peixes. Foi necessário um ano desde o início do plantio para que o sistema fornecesse o suficiente para reduzir em três quartos os gastos da família norte-americana. Em cinco anos a ideia já havia se espalhado e o conceito fez surgir uma organização sem fins lucrativos para alcançar ainda mais pessoas.

No vídeo de apresentação do projeto, Denis McClung explicou como a Garden Pool funciona. No lugar do solo, as plantas crescem em camas de argila ou pó de coco. Assim, o excesso da umidade pinga no pequeno laco abaixo, onde estão as tilápias. Este modelo faz com que a quantidade de água necessária para o abastecimento seja muito pequena e, ainda assim, o jardim conta com captação da água da chuva.

O sistema fornece frutas, verduras, legumes, peixe, frango, leite de cabra entre outras coisas. Aliás, são as galinhas as responsáveis por fertilizar o cultivo. As fezes caem através de uma malha de arame e ficam armazenadas na piscina, nutrindo as algas, que servem de alimento para as tilápias. O excremento dos peixes é rico em nitrogênio e essa água é canalizada para abastecer o sistema de hidroponia.

McClung explica que a ideia inicial era apenas encontrar uma maneira de proporcionar hábitos mais saudáveis para a sua família. No entanto, o resultado foi muito além. A Garden Pool é a prova de que é possível produzir de maneira eficiente em espaços pequenos, de maneira que quase todos os itens necessários para a sobrevivência estejam sempre ao alcance de seu quintal.

Veja abaixo o vídeo de apresentação do Garden Pool:

Fonte: Ciclo Vivo

6 cidades que trocaram rodovias por mais parques urbanos

Posted on

Você sabia que quanto mais os motoristas contam com a criação de novas vias, mais carros são comprados para se continuar usando as vias que já existem? Pois é, dessa forma o congestionamento nunca diminui e a teoria da demanda induzida explica isso. É baseada nela que algumas cidades ao redor do mundo estão mudando de estratégia.

Ao invés de construir mais rodovias, dando mais espaço aos carros, essas cidades estão diminuindo o espaço dos carros, substituindo rodovias por grandes parques e investindo pesadamente no transporte público e na utilização desse espaço por bicicletas. Além, é claro, de também diminuir a poluição e colocar mais verde dentro dessa paisagem tão cinzenta.

Veja abaixo como foi essa transformação em algumas cidades pelo mundo.

1. Harbor Drive, Portland – EUA

Essa foi uma das primeiras auto-estradas dos Estados Unidos, construída ao lado do rio Willamette que deu lugar ao parque chamado Tom McCall. A ponte Hawthorne, que antes era usada como autoestrada, hoje é exclusiva para ciclistas e pedestres, ligando a Primeira Avenida com o parque.

cidade-parque-1

cidade-parque-2

2. Cheonggyecheon, Seul – Coreia do Sul

A gigantesca autoestrada elevada em Seul foi construída sobre um canal e diariamente passavam mais de 160 mil veículos sobre ela. Foi substituída pelo projeto de Kee Yeon Hwang que visava a despoluição do canal, recuperando o espaço e ainda diminuindo os níveis de ruído e temperatura do lugar.

cidade-parque-3

cidade-parque-4

3. Pier Freeway, São Francisco – EUA

Apesar de já se falar na demolição dessa estrada desde 1980, sua transformação foi concluída somente em 1991, após ter sido danificada pelo terremoto de 1989. Atualmente o lugar tem uma das melhores vistas da baía de São Francisco e conta com muitos quilômetros de passeios para pedestres e ciclistas.

cidade-parque-5

cidade-parque-6

4. Madrid Río, Madrid – Espanha

O projeto Madrid Río tinha o intuito de recuperar a margem do Rio Manzares, porém, trechos da autopista M-30 dificultavam o trabalho. Foi então que se decidiu mudar tudo – devido ao fato da região conter muitos monumentos históricos, foi decidido manter a história da região dentro do parque e, até à Puerta del Rey, voltou a sua localização original, já que tinha sido deslocada durante a construção da autoestrada.

cidade-parque-7

cidade-parque-8

5. Park East Freeway, Milwaukee – EUA

Desde os anos 60, um projeto previa que o centro da cidade fosse cercado pela autoestrada Park East Freeway. No entanto, a autoestrada nunca foi terminada devido a argumentação opositora de moradores. Hoje o projeto Park East Corridor está em desenvolvimento e, quando inaugurado, permitirá livre acesso do centro da cidade até o rio.

cidade-parque-9cidade-parque-10

6. Alaskan Way, Seattle – EUA

Um terremoto danificou este viaduto em Seattle em 2001. Então os responsáveis políticos optaram por fazer um túnel subterrâneo com quatro pistas para que, na superfície, o passeio Bahía Elliot se una com o resto da cidade através de um novo espaço para pedestres. A inauguração do parque está prevista para o próximo ano.

cidade-parque-11

cidade-parque-12

Atualmente, estamos passando por um grande debate sobre como transformar o Minhocão (elevado Costa e Silva) em um jardim suspenso, até com piscina. Alguns argumentam que o projeto deixaria o trânsito mais caótico, mas a maioria defende que a ideia transformará o Minhocão num espaço para pessoas, e não mais para carros.

Fonte: Hypeness

Caneta inovadora é capaz de produzir as cores de qualquer objeto

Posted on Updated on

A Scribble é a primeira caneta apta a reproduzir até 16 milhões de cores. O segredo está noscanner na ponta que, pressionado numa superfície com cor, detecta a tonalidade escolhida por você. A informação é então transferida e traduzida em código RGB.

Há dois modelos da Scribble: um que funciona como uma caneta normal em um papel. E um outro modelo, capaz de transferir instantaneamente a cor capturada para um dispositivo digital, como um iPad, laptop, tablete e smartphone. A caneta mágica é destinada a qualquer pessoa que necessite de uma ampla gama de cores, graças à facilidade e rapidez a reproduzir qualquer cor.

Para as crianças, a Scribble também é interessante porque elas podem ampliar as opções da sua caixa de lápis de cor e canetinhas. As canetas são compostas por cartuchos de tinta recarregáveis nas tonalidades ciano, amarelo, magenta, preto e branco que são misturadas na medida certa para ter a fidelidade de retratar a cor capturada por você.

scribble scribble-2 scribble-3 scribble-4 scribble-5 scribble-6 scribble-7 scribble-8 A Scribble é totalmente compatível com Photoshop e pode armazenar até 100 mil cores diferentes. Fonte: Hypeness

Café na cama!

Posted on

Designer industrial do Reino Unido, Josh Renouf surgiu com o que só poderia ser o rei de despertadores. Sua “Barisieur”, alarme/relógio/máquina de café faz automaticamente uma xícara de café enquando você acorda!
A máquina de café aquece a água e fabrica o café por si só – tudo que você tem a fazer é carregá-lo na noite anterior. Curiosamente, Renouf salienta que este processo de preparação pode realmente ajudar os usuários a adormecer à noite; “Ele estimula um ritual antes de ir dormir, sinalizando para o corpo e a mente que é tempo para descontrair e relaxar”, escreve ele em seu site.

Conheça a estufa sustentável criada com bambu e garrafas PET que serve de dormitório para quem cultiva

Posted on

Para ajudar a promover hábitos sustentáveis no Vietnã, a 1+1>2 International Architecture Company, um escritório de arquitetura londrino, em parceria com a ONG Action For the City, criou uma estufa com materiais de baixo custo, mais precisamente bambu e mais de 2 mil garrafas PET.

A estrutura mede 6×3,6 metros quadrados e além de reaproveitar os materiais, ainda reutiliza a água da chuva. Mas não se trata apenas de uma estufa – o projeto também foi pensado para tornar-se uma moradia básica para sobreviventes de catástrofes ou possíveis moradores de rua, já que a estrutura possui um dormitório e o espaço pode ser aproveitado para produção de alimentos próprios.

O uso das garrafas PET na construção também ajuda no equilíbrio das temperatura e na iluminação das plantas dentro da estufa, e por serem materiais leves (tanto as garrafas quanto os bambus), são mais fáceis de montar e desmontar para transportar para outro local.

531d3a1ac07a80688c0002a7_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_5-750x1000

531d3a29c07a80688c0002a8_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_7-1000x750

531d3a41c07a802c270002e2_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_10-1000x664

531d3a50c07a806cd900029f_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_11-1000x764

531d3a54c07a80688c0002aa_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_12-1000x794

531d3a64c07a806cd90002a0_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_14-1000x514

531d3a64c07a80688c0002ab_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_13-1000x750

531d39e8c07a802c270002e0_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_2-530x706

531d39f7c07a806cd900029b_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_1-1000x749

531d3a06c07a80688c0002a5_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_elevation-1000x727

531d3a07c07a806cd900029c_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_3-1000x664

531d3a21c07a806cd900029d_vegetable-nursery-house-1-1-2-international-architecture-jsc_6-1000x678

Fonte: Hypeness

 

 

Estado na Alemanha conseguirá viver somente com energia limpa em 2014

Posted on Updated on

A evolução engatinha, mas já está dando seus pequenos passos no que diz respeito ao meio ambiente. A Alemanha quebrou recordes importantes nos últimos tempos, como o abastecimento de 74% de energia limpa no país todo durante o meio do dia.

germany10

Agora a grande notícia é que o Estado de Schleswig-Holstein, no norte do país, vai utilizar somente energias renováveis a partir deste ano, com a audaciosa meta de gerar 300% de energia verde para suprir suas necessidades. Em 2011, a cidade de Wildpoldsried, em Baviera, atingiu surpreendentes 321% de energia renovável gerada, faturando 4 milhões de euros com a venda para o restante do país.

Todo o trabalho em prol do meio ambiente em Schleswig-Holstein tem acontecido há mais de 25 anos, quando os agricultores e os moradores começaram a investir bilhões de euros para descentralizar a produção de energia. A energia eólica gerada era de apenas 30% há oito anos atrás, mas o número não desanimou. A produção toda é feita com cerca de 7 mil funcionários, espalhados em mais de 200 empresas do setor.

Um relatório da Associação Alemã para Energia Eólica projeta que até 2030 a capacidade eólica marítima pode chegar até 25.000 MW e em terra poderia ter até 6.000 MW. Com a conquista da energia através de fontes renováveis, a Alemanha já gerou 96 mil postos de trabalho e o número só tende a aumentar.

Confira abaixo algumas fotos de Schleswig-Holstein:

germany9 germany7 germany6 germany5 germany4 germany3 germany2 (1) germany1

Fonte: hypeness